Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Número de imóveis americanos em execução hipotecária aumenta 55% em julho

Nova York - O número de imóveis americanos em processo de execução hipotecária aumentou 8% em julho, em relação a junho, e 55% frente aos resultados de um ano atrás, informou hoje a RealtyTrac, companhia especializada na análise desses dados.

EFE |

No final de julho, um em cada 464 imóveis nos Estados Unidos se encontrava em alguma das fases do processo de execução hipotecária, disse a empresa em seu último relatório mensal.

Essas fases incluem desde as primeiras notificações de inadimplência, até os anúncios de leilão público de um imóvel ou a apropriação por parte do banco.

No entanto, o executivo-chefe da RealtyTrac, James Saccacio, destacou que o segmento que mais cresce é o das apropriações de imóveis por parte dos bancos, após seus donos não terem podido pagar suas hipotecas.

Saccacio disse que as apropriações pelos bancos aumentaram 184% em julho em relação ao mesmo mês do ano passado, frente às notificações de inadimplência, que tiveram expansão de 53%, e aos anúncios públicos de leilão, com alta de 11%.

"O rápido avanço das apropriações por parte dos bancos, combinado ao arrefecimento das vendas, resultou na avultada reserva de propriedades à venda nas mãos dos bancos", acrescentou Saccacio.

Em julho, Nevada foi o estado americano com maior percentual de imóveis em processo de execução hipotecária, já que uma em cada 106 casas estava nessa situação, 15% a mais do que em junho e 97% superior ao mesmo mês de 2007.

A Califórnia, que registra um processo de execução hipotecária entre cada 182 propriedades, e a Flórida, com uma a cada 186 casas, ocupavam a segunda e a terceira posições, respectivamente.

Arizona, Ohio, Geórgia, Michigan, Colorado, Utah e Virgínia completam a lista dos dez estados com maior percentual de imóveis em processo de execução.

Leia mais sobre hipotecas

Leia tudo sobre: imóveis

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG