SÃO PAULO - O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Henry Paulson, destacou nesta terça-feira que as medidas anunciadas pelo Federal Reserve (Fed) e pelo próprio Tesouro visam ajudar o mercado imobiliário americano e restaurar os empréstimos acessíveis a consumidores e pequenos negócios.

O Tesouro irá prover US$ 20 bilhões em proteção de crédito para o Fed em conexão com a linha de US$ 200 bilhões que a instituição vai disponibilizar para apoiar a volta do crédito ao consumidor.

"Ao prover liquidez a emissores de papéis atrelados a recebíveis de crédito ao consumidor, a linha do Fed permitirá que uma série de instituições acelere seus empréstimos, possibilitando o acesso ao financiamento ao consumidor e a pequenos negócios a um custo menor", declarou Paulson.

Ele também informou que está trabalhando em uma ajuda a proprietários de imóveis que enfrentam processo de execução hipotecária e estabilização do setor imobiliário.

"Meus colegas e eu estamos comprometidos em usar todas as ferramentas de que dispomos para preservar a força de nossas instituições financeiras e estabilizar nossos mercados financeiros para minimizar a disseminação para o resto da economia", sustentou o secretário do Tesouro dos EUA em conferência à imprensa.

Ele avisou também que não existe um cronograma para requerer os US$ 350 bilhões adicionais disponíveis sobre o plano de resgate financeiro aprovado pelo Congresso americano no mês passado.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.