Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Novo subsídio agrícola da UE causa reação mundial

Genebra - A União Europeia (UE) decidiu ontem voltar a subsidiar os seus produtores agrícolas. Brasil e outros governos já estudam formas de reagir.

Agência Estado |

O novo governo americano lamentou a iniciativa. Para a Oxfam, organização não governamental contra a pobreza, a UE pode ter dado início a uma verdadeira guerra comercial, em meio a maior recessão mundial em décadas. A decisão foi dar subsídios aos produtores de manteiga e leite. O caso pode parecer pontual, mas a diplomacia brasileira e de outros países já vê a situação como um sinal negativo.

O Brasil não exporta nenhum dos dois produtos. Mas, para o Itamaraty, a medida mostra que novas distorções podem surgir no mercado internacional diante da crise. "O caso é emblemático", alertou um diplomata brasileiro. Produtores do Mercosul ainda temem que o leite subsidiado acabe entrando com um preço mais competitivo no mercado da região, diante dos subsídios.

A UE vai, artificialmente, manter os preços altos desses dois produtos nos próximos meses. Para isso, os 27 países europeus vão comprar 139 mil toneladas de produtos lácteos, com custos de US$ 327 milhões. Entre março e agosto, a UE comprará 30 mil toneladas de manteiga e 109 mil toneladas de leite em pó. Tudo para ajudar a indústria europeia.

O que mais preocupa é que a UE abandonou compromissos internacionais. Em 2007, a UE decidiu acabar com esses subsídios a exportação e, em 2008, a Comissão Europeia (CE) chegou a sugerir a sua eliminação, mas França e Alemanha se opuseram. Em Bruxelas, diplomatas tentaram amenizar as críticas, garantindo que a medida é temporária, para compensar a queda de 33% nos preços do leite em 2008. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG