Petrobras diz que poço tem óleo com densidade ainda mais leve que a média dos outros poços de Tupi

A Petrobras informou no início da noite que a perfuração do sétimo poço na área de Tupi confirmou o potencial de óleo leve nos reservatórios do pré-sal, em águas ultraprofundas da Bacia de Santos. O novo poço, denominado 3-BRSA-821-RJS (3-RJS-674), e informalmente conhecido como Tupi Alto, está localizado na área do Plano de Avaliação de Tupi, em lâmina d'água de 2.111 metros, a cerca de 275 km da costa do Estado do Rio de Janeiro e a 12 km a nordeste do poço descobridor Tupi - 1-RJS-628 (1-BRSA-369).

De acordo com a estatal, o poço 3-RJS-674, perfurado em posição estrutural mais elevada que os demais na área de Tupi, comprovou, por intermédio de amostragens de petróleo em teste a cabo, a descoberta de óleo com densidade ainda mais leve (cerca de 30º API) do que a média dos óleos verificada nos outros poços de Tupi (cerca de 28º API).

"As informações obtidas no poço e nos demais já perfurados na área reforçam as estimativas do potencial de 5 a 8 bilhões de barris de óleo leve e gás natural recuperável nos reservatórios do pré-sal da área de Tupi", diz a nota da estatal. "O consórcio, formado pela Petrobras (65% - operadora), BG Group (25%) e Galp Energia (10%), para a exploração do bloco BM-S-11, onde fica a área de Tupi, dará continuidade às atividades e aos investimentos previstos no Plano de Avaliação aprovado pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) onde consta a perfuração de outros poços até a declaração de comercialidade, prevista para dezembro de 2010", acrescenta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.