Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Novo plano de estímulo japonês superará US$ 57 bilhões

Primeiro-ministro do Japão decidiu pela elaboração de um orçamento extra para combater deflação e consolidar recuperação do país

EFE |

O novo plano de estímulo que o Governo do Japão prepara para o atual ano fiscal chegará a 4,8 trilhões de ienes (US$ 57,567 bilhões), informou hoje a agência local "Kyodo".

Assim foi comunicado hoje pelo Partido Democrático (PD), no poder no Japão, à oposição com vistas a assegurar para si o apoio em sua passagem pela Dieta (Parlamento) durante o atual período de sessões, que termina em dezembro.

Koichiro Gemba, responsável de política do PD, foi o encarregado de apresentar o novo plano de estímulo a membros do opositor Partido Liberal-Democrata (PLD) e outras legendas presentes na Dieta.

O primeiro-ministro do Japão, Naoto Kan, decidiu na semana passada a elaboração de um orçamento extra para lutar contra a deflação e consolidar a recuperação econômica do Japão.

Kan quer que esse projeto, que se somaria ao orçamento do ano fiscal que conclui em março de 2011, se financie sem a emissão de bônus para evitar ampliar a grande dívida pública do Japão, a maior entre os países desenvolvidos.

O dinheiro viria da receita fiscal do Estado e do superávit do orçamento do ano anterior. Kan espera que o dinheiro sirva para financiar programas de estímulo centrados em ajudar as pequenas e médias empresas e melhorar o mercado de trabalho, com a criação de empregos em setores como os cuidados médicos.

Além disso, as novas medidas serão pensadas para lutar contra a deflação e reduzir o impacto negativo de um iene forte, que prejudicou as grandes empresas exportadoras do Japão.

Leia tudo sobre: Japãoplano de estímuloNaoto Kan

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG