De Tóquio a Nova York, do México a Londres, os fãs de tecnologia correram nesta sexta-feira para as lojas da Apple em 22 países para comprar a última versão do celular iPhone 3G.

Hoje, desde cedo, os nova-iorquinos esperavam diante da principal loja da Apple, na Quinta Avenida de Manhattan, em busca do novo gadget. Os funcionários da Apple aplaudiram os mil fãs do produto que, desde a noite anterior, fizeram fila para serem os primeiros a comprar a novidade.

O iPhone 3D é um telefone celular capaz de navegar na Internet e dotado de uma grande tela digital, cuja tecnologia permite consultar a rede duas vezes mais rápido do que o primeiro modelo lançado pela Apple em 2007.

As vendas começaram às oito horas da manhã nas lojas da Apple e ATT de todo o país. O primeiro a sair sorridente com um iPhone 3G na mão foi David Yoo, um nova-iorquino de 24 anos.

"Estou muito contente", disse Yoo aos jornalistas, ao sair da loja 16 minutos depois de ter entrado, às oito em ponto. "Vou ligar pra minha mãe", acrescentou, explicando que adquiriu o novo aparelho por causa da velocidade da Internet e pelo GPS incluído no modelo.

Seu 3G tem 16 gigas de memória e custou 299 dólares. Yoo venderá pela Internet seu modelo antigo, comprado no ano passado.

Na América Latina, por enquanto, o aparelho foi posto à venda apenas no México, mas em breve estará disponível no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, República Dominicana, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e nos países da América Central.

Em Londres, houve atrasos na distribuição, devido a um problema técnico.

No Japão, onde ter o último brinquedinho tecnológico é uma paixão nacional, mais de 1.000 clientes também fizeram fila desde a noite de ontem, no centro de Tóquio.

Os primeiros a comprar o novo celular em todo o planeta, graças à diferença de fuso horário, foram os neozelandeses, que desafiaram o rigoroso inverno austral para fazer fila em Auckland, Wellington e Christchurch.

ltl/cn/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.