O Departamento de Tesouro dos Estados Unidos concluiu ontem os acordos para investir US$ 125 bilhões em nove dos maiores bancos do país, que começarão a receber os recursos esta semana, disse o secretário-assistente para instituições financeiras do Tesouro, David Nason, à rede de notícias CNBC. O dinheiro é parte do programa de ajuda de US$ 700 bilhões aprovado recentemente pelo Congresso norte-americano.

Ele acrescentou que dentro de algumas semanas o Tesouro dará início aos leilões por meio dos quais um segundo grupo de bancos poderá receber outra injeção de capital, também avaliada em US$ 125 bilhões.

Diversas instituições financeiras anunciaram desde a semana passada que participariam do segundo grupo de beneficiados pelo programa do Tesouro. Milhares de empresas norte-americanas preenchem os requisitos para obter o financiamento e têm até 14 de novembro para manifestar interesse. Todas as instituições que participarem do programa fornecerão participação acionária ao Tesouro em troca das injeções de capital.

Nason também defendeu os esforços do governo norte-americano para incentivar os empréstimos interbancários por meio da compra direta de ativos sem liquidez, argumentando que esta intervenção é necessária para estabilizar os mercados no curto prazo. No longo prazo, haverá "reformas regulatórias significativas para garantir que isto não ocorra novamente." As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.