SÃO PAULO - As novas encomendas à indústria alemã recuaram 0,9% no mês em maio, contrariando as expectativas de muitos economistas, que aguardavam aumento.

Foi o sexto mês seguido em que as requisições registram baixa. Em abril, a queda foi de 1,7% em vez de 1,8% como o informado inicialmente, disse hoje o governo da Alemanha.

Em maio, os pedidos domésticos caíram 2,7% enquanto os do exterior subiram 0,8%.

No confronto com o quinto mês de 2007, pelos dados oficiais, as novas solicitações declinaram 2%. As projeções de muitos analistas era de avanço de 2%.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.