Um legislador de Nova York propôs a criação de cartões de desconto para os moradores desta cidade para que possam obter certas vantagens que compensariam os inconvenientes de viver em um dos principais destinos turísticos do mundo.

Mark Treyger, um professor de estudos sociais que ajudou o legislador a propor esta idéia, explicou hoje à Agência Efe que a intenção é incentivar os nova-iorquinos a continuarem vivendo e desfrutando a cidade, além de ajudá-los a enfrentar os aumentos de preços.

"Um professor do Brooklyn ou uma enfermeira de Queens não teriam porque pagar o mesmo para chegar ao seu trabalho diariamente o que um turista de Paris paga para ir à Broadway para ver um espetáculo", assegura o membro democrata da assembléia William Colton em comunicado.

Em 2007 aproximadamente 46 milhões de pessoas visitaram Nova York como turistas e gastaram na cidade mais de US$ 28 bilhões.

Colton já propôs esta iniciativa, batizada como "AffordNYC" (Nova York Acessível), ao prefeito da cidade, Michael Bloomberg, para que, com seu apoio, pudesse criar uma carteira de identidade para os residentes.

Com esse cartão, que seria parecido com um bilhete de metrô ou ônibus, os nova-iorquinos poderiam obter descontos no transporte público, em museus e lojas.

Seria como uma "chave da cidade para todos e cada um dos residentes nova-iorquinos que se mantiveram em suas casas nos bons e nos maus tempos", explicam os criadores da idéia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.