Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Nova meta de exportação considera alta de commodities

O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Welber Barral, explicou hoje que a nova estimativa de exportações de US$ 202 bilhões para 2008 foi calculada considerando os atuais preços das matérias-primas (commodities), que deverão continuar acima dos praticados em 2007. Segundo ele, na nova projeção o ministério também considerou que houve um aumento dos embarques de petróleo a partir do final do primeiro semestre deste ano e também a recuperação das exportações de telefone celular.

Agência Estado |

O governo ainda espera que as exportações de aeronaves subam de 166 unidades em 2007 para 200 este ano, além de um crescimento de 15% em quantidade nas vendas externas de tratores e caminhões.

Barral disse que, pelos cálculos do ministério, a média mensal das exportações de setembro a dezembro será de US$ 17,789 bilhões, o que significa um crescimento de 22,2% em relação aos últimos quatro meses de 2007. Mesmo assim, essa variação será menor do que o ritmo registrado nos primeiros oito meses do ano, quando as vendas externas subiram 27,7% na comparação com janeiro a agosto de 2007.

Se o Brasil alcançar a meta de US$ 202 bilhões em exportações este ano, terá ampliado as exportações em 25,7% em relação ao US$ 160,649 bilhões registrados em 2007. A nova meta é a terceira revisão para cima anunciada este ano pelo Ministério do Desenvolvimento. A previsão inicial era de US$ 172 bilhões, que foi elevada para US$ 180 bilhões e depois para US$ 190 bilhões.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG