Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Nossa Caixa: MP 443 acelera venda para BB

Com a aprovação ontem na Câmara dos Deputados da Medida Provisória (MP) 443, que autoriza o Banco do Brasil (BB) e a Caixa Econômica Federal (CEF) a comprarem instituições financeiras sem a necessidade de licitação, o desenlace da negociação de compra da Nossa Caixa pelo BB deve ocorrer em um prazo bem mais rápido, afirmou hoje do presidente da Nossa Caixa, Milton Luiz de Mello Santos. Ele evitou cravar prazos para a concretização do negócio, limitando-se a dizer que o processo está evoluindo e que todos esperam uma conclusão o mais rápido possível.

Agência Estado |

Segundo Santos, "se vier a ocorrer esta transação", o BB dará à Nossa Caixa uma "capacidade extraordinária" de elevar a oferta de crédito a pessoas jurídicas. "Comparativamente aos nossos ativos totais (que somaram R$ 53,4 bilhões no terceiro trimestre deste ano), os R$ 2,9 bilhões que direcionamos às empresas no período são um volume muito pequeno."

A instituição tem procurado atingir o público corporativo com a abertura de agências voltadas para esse segmento ("corporate"), sendo que o mais novo posto será aberto na região de Ribeirão Preto, no interior do Estado de São Paulo. A nossa Caixa também aposta no público de alta renda com o lançamento do segmento "premium" no banco.

A Nossa Caixa também vislumbra, se a compra do BB aumentar seu poder de fogo, elevar sua presença entre os servidores públicos. "Temos um amplo espaço para crescer neste segmento", afirmou. De acordo com ele, da base de 5,7 milhões de clientes da Nossa Caixa, 1,1 milhão são servidores públicos do Estado paulista, os quais recebem mensalmente uma média de R$ 2,4 bilhões.

Carteiras de crédito

O banco Nossa Caixa tem programada a compra de R$ 3,895 bilhões em carteiras de crédito consignado (com desconto das parcelas do financiamento na folha de pagamento) de dez instituições financeiras até o fim de 2009, informou hoje o presidente do banco, Milton Luiz de Mello Santos. Deste montante, o banco estadual já desembolsou R$ 1,409 bilhão até ontem, dos quais R$ 550 milhões já foram lançados no balanço do terceiro trimestre deste ano, divulgado esta manhã. Até o fim de 2008, a Nossa Caixa vai destinar mais R$ 1,019 bilhão na compra de crédito consignado originado em outros bancos.

Segundo o presidente da instituição, pelos acordos operacionais já firmados, um total de R$ 1,467 bilhão será reservado à compra destas carteiras em 2009. "A Nossa Caixa se antecipou ao movimento conduzido pelo governo e começou a desenvolver tratativa antes, de modo que os primeiros resultados já podem ser vistos neste balanço. A nossa contribuição, de R$ 3,895 bilhões, é bastante significativa ", afirmou.

O Banco Nossa Caixa informou hoje que teve lucro líquido de R$ 69,8 milhões no período entre julho e setembro de 2008, contra prejuízo líquido de R$ 67,9 milhões em igual período do ano passado. O lucro líquido da instituição financeira no acumulado de janeiro a setembro deste ano totalizou R$ 596 milhões, contra R$ 318 milhões nos primeiros nove meses de 2007.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG