A Toyota iniciou recall de mais de 8,5 milhões de veículos, a maior parte nos Estados Unidos, em janeiro. Por ter demorado a reconhecer o defeito, a maior montadora do mundo recebeu multa recorde de US$ 16,4 milhões nesta semana.

A Toyota iniciou recall de mais de 8,5 milhões de veículos, a maior parte nos Estados Unidos, em janeiro. Por ter demorado a reconhecer o defeito, a maior montadora do mundo recebeu multa recorde de US$ 16,4 milhões nesta semana. Relatos de acidentes com pelo menos 19 mortes vinham sendo divulgados há vários meses. Inicialmente a empresa alegou defeitos no tapete do assoalho, que poderiam se prender sob o pedal do acelerador. Depois, admitiu também problemas no sistema de freio. Mesmo após atenderem ao recall, consumidores reclamaram que o defeito persiste. O Congresso americano realizará no dia 6 audiência para avaliar o tema. No Brasil, a Fiat foi obrigada recentemente pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) a realizar recall do Stilo após denúncias de que a roda traseira pode se soltar. A empresa foi multada em R$ 3,2 milhões, mas recorre da decisão. Outro caso em análise envolve incêndios no Vectra, da GM.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.