Tamanho do texto

Brasília - O primeiro-ministro da Noruega, Jens Stoltenberg, anunciou hoje a concessão de US$ 1 bilhão, até 2015, para o Fundo Amazônia. A rigor, a doação efetiva será de US$ 130 milhões em 2009.

O desembolso gradual dos US$ 870 milhões restantes dependerá dos resultados comprovados da política brasileira de redução do desmatamento da Amazônia. Os recursos pingarão na relação de US$ 5 dólares por tonelada de gases do efeito estufa que deixará de ser emitida na atmosfera e de comparações da situação do ano anterior com a dos dez anos precedentes.

No total, a Noruega dispõe de US$ 550 milhões no seu orçamento anual para doação a programas de redução das emissões de gases do efeito estufa em países em desenvolvimento. Com essa prática, a Noruega tenta se aproximar das metas do Protocolo de Kyoto. À imprensa, Stoltenberg insistiu que não haverá nenhuma interferência de Oslo na condução dos programas do Fundo Amazônia pelo governo brasileiro. Conforme salientou, o Brasil tem a experiência no assunto. O primeiro-ministro norueguês se encontrará hoje com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, no final da tarde, embarcará para Santarém (PA), de onde fará uma excursão de barco pelo rio Amazonas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.