Tamanho do texto

NOVA YORK - A canadense Nortel Networks pediu concordata no Canadá e nos EUA. Em seu país de origem, a companhia entrou com pedido de proteção judicial sob a Lei de Conciliação de Credores de Empresas (CCAA, na sigla em inglês). O pedido será analisado ainda nesta quarta-feira pela Corte Superior de Justiça da província de Ontário.

Nos EUA, a Nortel entrou com pedido de proteção judicial (Chapter 11) na Corte Federal de Concordatas de Wilmington, Delaware, em meio à queda repentina na demanda por suas redes de telecomunicação por voz.

A companhia tinha que cumprir nesta semana o pagamento de juros de dívida no valor de US$ 107 milhões. A Nortel tem débitos de mais de US$ 3,8 bilhões, de acordo com o processo registrado na corte de Delaware. Espera-se que subsidiárias da empresa na Europa também entrem com pedidos de concordata.

A companhia de telecomunicações disse que suas operações diárias continuarão a ser realizadas normalmente, sem interrupções, enquanto trabalha para resolver a situação de sua dívida e reestrutura suas operações.