Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Nokia e Qualcomm encerram disputa de patentes com acordo de licença de 15 anos

SÃO PAULO - A líder do mercado mundial de celulares Nokia e a fabricante de componentes eletrônicos Qualcomm anunciaram ter chegado a um acordo em um processo de quebra de patentes. As duas discutiam a propriedade de uma série de patentes relacionadas a tecnologias de telefonia celular e transmissão de dados sem fio. Com isso, a Nokia vai retirar seu processo anti-truste contra a Qualcomm, apresentado à Justiça da União Européia.

Valor Online |

Pelos termos do acordo, que terá duração de 15 anos, a Nokia obteve licença para utilização de todos os componentes patenteados pela Qualcomm em seus aparelhos celulares e em equipamentos de rede produzidos por sua subsidiária Nokia-Siemens. Em troca, a Nokia concordou em não utilizar suas próprias patentes contra a Qualcomm, o que permitirá que a fabricante norte-americana integre tecnologia da companhia finlandesa a seus componentes.

O acordo prevê ainda o pagamento de um valor inicial pela Nokia à Qualcomm, além de um montante periódico a título de royalties. A finlandesa ainda aceitou transferir a propriedade de várias patentes à norte-americana, incluindo aquelas consideradas essenciais para o desenvolvimento da tecnologia WCDMA e GSM em chips. Os valores específicos do acordo financeiro não foram divulgados.

Acredito que esse acordo é positivo para a indústria, permitindo que o mercado se beneficie da inovação e de novas tecnologias, afirmou o executivo-chefe da Nokia, Olli-Pekka Kallasvuo. O impacto financeiro positivo deste acordo está dentro das expectativas originais da Nokia e reflete completamente nossa liderança em propriedade intelectual e em posicionamento de mercado, acrescentou.

Estou muito satisfeito que tenhamos chegado a esse importante acordo, disse o executivo-chefe da Qualcomm, Paul Jacobs. Esse acordo pavimenta o caminho para melhores oportunidades entre as duas companhias em um grande número de áreas, completou.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG