Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

No último pregão do ano, Bovespa opera em alta; dólar tem forte queda

O último pregão de 2008 da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) é recebido com alívio pelos investidores brasileiros que ainda não saíram para os festejos de ano-novo. O índice Bovespa abriu a sessão de hoje em alta, alinhado com o comportamento positivo das bolsas no exterior.

Agência Estado |

 

Mas o dia deverá ser novamente de fraco volume financeiro em todas as praças financeiras, deixando o mercado mais suscetível à volatilidade.

Às 12h45 (de Brasília), o Ibovespa subia 0,39%, a 37.152 pontos. No mesmo horário, os índices futuros das Bolsas de Nova York avançavam cerca de 1%, enquanto as principais bolsas européias tinham ganhos de até 2%.

O clima positivo no mercado internacional reflete o socorro de US$ 6 bilhões do governo dos Estados Unidos à GMAC, braço financeiro da montadora norte-americana General Motors (GM), anunciado ontem à noite. Para o economista da Infra Asset, Fausto Gouveia, a ajuda à GMAC é uma notícia positiva para o setor de siderurgia, que tem na indústria automotiva um dos sues principais clientes. Mas os metais em Londres são negociados perto da estabilidade, refletindo o pessimismo dos investidores com a situação econômica.

Outra notícia que pode surtir algum efeito hoje nos negócios domésticos é o anúncio de uma fusão operacional entre as três maiores siderúrgicas chinesas, criando uma das maiores produtoras de aço listadas em bolsa do país, dando mais um passo rumo à consolidação do setor. Do ponto de vista setorial, a consolidação é positiva para o setor, mas para a Vale pode ser ruim, segundo Gouveia. "A união das três maiores siderúrgicas chinesas pode dificultar as negociações do preço do minério de ferro em 2009", afirma.

As ações da Petrobras, que nos últimos pregões têm tido boa recuperação e ontem deram suporte à alta do Ibovespa, podem ter um comportamento mais morno hoje. O petróleo, que fechou em alta de mais de 6% ontem com a escalada do conflito na Faixa de Gaza, devolve lucros esta manhã e cai mais de 1%, negociado abaixo de US$ 40 o barril.

Ainda no horário citado acima, as ações ordinárias (ON) e preferenciais (PN) da estatal petrolífera subiam 0,78% e 1,02%, respectivamente, enquanto os papéis PN classe A (PNA) da mineradora tinham alta de 0,84%.

Leia também:

 

Leia mais sobre mercados

Leia tudo sobre: bovespa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG