O pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, senador Aloizio Mercadante, fez questão hoje de mais uma vez deixar as portas abertas para o PSB, que ainda não definiu se lança na disputa o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf. "Se o PSB quiser vir para a coligação, será muito bem recebido", disse Mercadante, durante entrevista à Rádio Bandeirantes. Uma das possibilidades em estudo é oferecer ao PSB a vaga de vice na chapa encabeçada pelo senador.

O pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, senador Aloizio Mercadante, fez questão hoje de mais uma vez deixar as portas abertas para o PSB, que ainda não definiu se lança na disputa o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf. "Se o PSB quiser vir para a coligação, será muito bem recebido", disse Mercadante, durante entrevista à Rádio Bandeirantes. Uma das possibilidades em estudo é oferecer ao PSB a vaga de vice na chapa encabeçada pelo senador. Apesar disso, Skaf insistiu nos últimos dias na tese da candidatura própria. Amanhã, é possível que haja uma definição sobre o assunto. A executiva nacional do PSB se reúne para definir o futuro político do deputado federal Ciro Gomes (CE), que luta para poder concorrer ao cargo de presidente nas eleições de outubro, e há expectativa de que possa ocorrer um acerto em torno da questão paulista. A união entre os partidos no plano federal enfraquece os planos de Skaf, já que a legenda tem grandes chances de estrar sozinha na corrida ao Palácio dos Bandeirantes. A deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP) defendeu na semana passada a união em torno do nome de Mercadante, uma vez que o seu partido não foi capaz de construir uma candidatura forte e viável para disputa. O senador petista afirmou ainda que está negociando com outros partidos para ampliar o leque de apoio a sua candidatura. O PDT, PR, PPL e PRB já oficializaram a adesão ao candidato petista. Há expectativa de que PC do B e PT do B façam o mesmo em breve. Além disso, há negociações com o PTN, PSL e PRP. Segundo Mercadante, segurança pública, educação e transportes serão as principais áreas exploradas durante a campanha. Os tucanos governam o Estado desde 1995. E se depender das pesquisas de intenção de voto, devem conquistar mais um mandato. O último levantamento do Datafolha apontou o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) disparado na frente com 53% das preferências. Mercadante aparece em segundo com 13%. (Fernando Taquari | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.