Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

No México, deputados contrários à reforma energética protestam na Câmara

México, 28 out (EFE).- Dezenas de deputados da esquerda mexicana contrários à reforma energética que está sendo analisada pelo Congresso ocuparam hoje, à força, a tribuna da Câmara, momentos antes do início da sessão na qual a medida seria votada.

EFE |

Minutos antes das 14h de Brasília, os congressistas subiram à mesa diretora, como fizeram há seis meses, quando a discussão desta lei teve se ser adiada.

Em meio à tensão da sala, o presidente da Casa, César Horacio Duarte, do Partido Revolucionário Institucional (PRI), conseguiu dar início à sessão somente meia hora depois, quando obteve quorum de 424 dos 500 deputados.

No começo da manhã, os integrantes da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados receberam em um insólito ato em uma sala de protocolo do Congresso o líder e ex-candidato à Presidência do país Andrés Manuel López Obrador, do Partido da Revolução Democrática (PRD).

López Obrador, que lidera o movimento de rejeição à reforma petrolífera, pediu aos legisladores que revisem e corrijam a norma antes de votá-la para evitar que, com a futura lei, o Governo possa assinar contratos com empresas privadas.

Ele ainda sustenta que a intenção do Executivo mexicano é privatizar o setor, controlado agora pela estatal Petróleos Mexicanos (Pemex).

Em geral, a reforma está dedicada à Pemex e cancela os contratos de risco em áreas estratégicas como a prospecção, exploração e transporte de hidrocarbonetos para evitar qualquer possibilidade de compartilhar os lucros com empresas privadas.

No entanto, López Obrador afirma que a nova lei deveria incluir um parágrafo no qual fosse "expressamente" proibida qualquer possibilidade de companhias estrangeiras investirem nos principais setores da produção petrolífera. EFE ea/rb/plc

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG