A Nissan, um dos maiores fabricantes japoneses de automóveis, anunciou nesta quinta-feira um corte de 1.200 empregos na Grã-Bretanha, onde suas vendas caíram em razão da crise econômica mundial.

O corte será na fábrica da Nissan em Sunderland, no noroeste da Inglaterra, que emprega cerca de 5.000 trabalhadores.

A fábrica da Nissan em Sunderland é a maior do setor do Reino Unido e a mais produtiva de toda Europa. Produz 60% dos carros destinados ao mercado europeu.

Em dezembro, as vendas da Nissan na Grã-Bretanha caíram 26,68%.

fpo-mt/nh/sd/

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.