Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Nippon Steel dobrará cortes na produção devido à fraca demanda

TÓQUIO (Reuters) - A Nippon Steel Corp, segunda maior siderúrgica mundial, afirmou nesta sexta-feira que dobrará os cortes na produção para o período de outubro a março, devido à desaceleração da demanda por máquinas e carros japoneses. O presidente da Nippon Steel, Shoji Muneoka, disse em uma coletiva de imprensa que a companhia agora espera reduzir a oferta em 4 milhões a 4,5 milhões de toneladas na segunda metade do ano comercial (outubro-março), um recorde superior ao corte de 2 milhões de toneladas planejado anteriormente.

Reuters |

Uma retração de 4 milhões de toneladas diminuirá a oferta em cerca de um quarto, contra 16,5 milhões de toneladas produzidas na primeira metade do período.

"As montadoras japonesas e outros clientes reduziram ainda mais a produção desde a virada do ano, já que encaram altos níveis nos estoques", explicou Muneoka. "Nós precisamos de cortes drásticos na oferta para reduzir nossos próprios estoques e fortalecer o mercado".

Ele reiterou que o mercado de aço do Japão irá se recuperar antes de abril, até que os estoques das montadoras tenham caído para níveis apropriados e elas aumentem a produção para atender à demanda real.

"Nós agora estamos passando pelo pior", completou ele.

As montadoras japonesas devem cortar ainda mais a oferta nos próximos meses, já que as vendas de carros não mostram sinais de recuperação.

A Toyota Motor Corp, maior cliente das siderúrgicas do Japão, informou na semana passada que reduzirá a produção em várias unidades da América do Norte nos próximos meses em uma tentativa de cortar pela metade seus estoques de veículos.

O jornal Asahi divulgou que a Toyota está planejando reduzir à metade sua produção doméstica entre fevereiro e abril, na comparação anual, devido à forte queda das vendas globalmente.

Muneoka acrescentou que a Nippon Steel levará adiante a suspensão das atividades de uma caldeira em Oita, sul do país, até fevereiro para manutenção e espera reativá-la em maio.

As ações da Nippon Steel fecharam em queda de 5 por cento, cotadas a 265 iunaes, alinhadas ao índice de ferro e aço.

(Por Yuko Inoue e Mayumi Negishi)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG