A New York Times Co., empresa que edita o jornal The New York Times, chegou na noite de segunda-feira a um acordo com o bilionário mexicano Carlos Slim para levantar cerca de US$ 250 milhões, na mais recente de uma série de medidas para defender as finanças da companhia.

Slim receberá como retorno títulos que podem ser convertidos em 15,9 milhões de ações ordinárias a um preço de US$ 6,36 por ação, um pequeno desconto em relação ao preço de fechamento de sexta-feira passada. Os notes, com cupom de 14,1%, vencem em 2015.

Em comunicado, o diretor executivo da companhia, Janet Robinson, disse que os recursos serão usados para refinanciar dívida, incluindo uma linha de crédito de US$ 400 milhões que vence em maio. "Este acordo nos dá mais flexibilidade financeira para continuar a executar nossa estratégia de longo prazo", afirmou.

O acordo foi fechado com o Banco Inbursa e a Imobiliária Carso, empresas controladas por Slim e sua família. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.