Tamanho do texto

Curitiba, 16 - A Case New Holland (CNH), fabricante de tratores e implementos agrícolas, antecipou para hoje a dispensa de 350 funcionários da fábrica instalada na Cidade Industrial de Curitiba, cujos contratos temporários venceriam até março do próximo ano. Por meio da assessoria de imprensa, a empresa alegou que houve reversão das expectativas para 2009, em razão da crise financeira mundial, por isso precisou rever a produção para o primeiro trimestre.

Os números não foram divulgados pela CNH.

A empresa acredita que a crise atingirá o mercado agrícola, cuja safra começa a ser colhida no primeiro trimestre. Estima-se que o segmento de colheitadeiras tenha redução mais significativa. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, Sérgio Butka, disse que foi informado ontem pela empresa. Segundo ele, a redução de queda de vendas prevista é de 20%. Butka afirmou que negociou a extensão da assistência médica para os trabalhadores até março, além do pagamento de aviso prévio.

O presidente do sindicato comentou que esse é mais um ajuste que as empresas estão fazendo em razão de estarem vivendo uma "bolha" de produção nos últimos meses, o que levou à contratação de trabalhadores. "Acredito que vamos ter um primeiro trimestre difícil e estamos procurando alternativas, porque a partir do segundo trimestre as coisas devem retomar o rumo normal", disse Butka. Segundo ele, caso a produção seja retomada, parte dos demitidos pode retornar ao trabalho.