Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Net tem perda de R$ 64 milhões

A Net, maior empresa de TV por assinatura do País, teve prejuízo líquido de R$ 64 milhões no terceiro trimestre, ante lucro líquido de R$ 51 milhões no mesmo período do ano passado. A receita líquida subiu 27% na mesma base de comparação, para R$ 948 milhões de julho a setembro de 2008.

Agência Estado |

No acumulado de janeiro a setembro, a Net teve prejuízo líquido de R$ 4 milhões, ante lucro de R$ 112 milhões nos nove primeiros meses de 2007. A receita acumulada nos três trimestres cresceu 27%, para R$ 2,669 bilhões.

Apesar do resultado negativo, a empresa demonstra otimismo. Em teleconferência, o presidente da Net Serviços, José Félix, voltou a dizer que a procura por serviços de telecomunicações "será intensa", independentemente do ritmo de crescimento do País. Ao mesmo tempo, o diretor-financeiro da operadora, João Elek, disse que a crise não interfere no plano de aquisições da Net.

Diante do crescimento acelerado no número de clientes nos últimos trimestres, a Net decidiu, até, elevar o volume previsto de investimentos este ano. Enquanto a expectativa anterior era de investir R$ 770 milhões, agora a companhia já fala em aplicar perto de R$ 1 bilhão no exercício.

"Estes são serviços para os quais há demanda constante: as pessoas precisam falar, se conectar à internet", afirmou Félix. Ele reconheceu, porém, que os planos de TV por assinatura podem, eventualmente, sofrer com a desaceleração do Produto Interno Bruto (PIB). "Mas vocês precisam se lembrar que a TV paga agora é apenas um porcentual do negócio da Net, que também trabalha com banda larga e telefonia", destacou.

Embora o diretor-financeiro da Net não vislumbre novas compras no momento, já que "não existem muitas empresas de cabo disponíveis" no mercado, afirmou que a Net ficará atenta a toda oportunidade que for complementar aos negócios da empresa. "Temos liquidez e caixa para seguir com a estratégia de sempre", afirmou.

O Net Fone.com, pacote que agrega telefonia fixa, conexão à internet de 100 Kbps e canais de TV aberta via cabo, já mostrou resultado na intenção da Net de ver seus clientes aderirem a planos de maior valor agregado. Cerca de 121 mil clientes que entraram para a operadora com o Net Fone.com acabaram por contratar planos de banda larga ou TV por assinatura, informou Elek.

O produto, com mensalidade em torno de R$ 40,00, foi dimensionado para conquistar a classe C e tornar a Net a porta de entrada dessa clientela no mundo das telecomunicações. Ao final de setembro, o Net Fone.com, lançado em fevereiro, reunia 265 mil assinantes. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG