A Net registrou um recuo de 85% no lucro líquido do primeiro trimestre deste ano em relação ao quarto trimestre de 2009, de R$ 305,840 milhões para R$ 45,887 milhões. Na comparação com o primeiro trimestre de 2009, a queda do lucro da operadora de TV por assinatura e banda larga foi de 61,7%.

A Net registrou um recuo de 85% no lucro líquido do primeiro trimestre deste ano em relação ao quarto trimestre de 2009, de R$ 305,840 milhões para R$ 45,887 milhões. Na comparação com o primeiro trimestre de 2009, a queda do lucro da operadora de TV por assinatura e banda larga foi de 61,7%. A retração foi puxada pelo aumento das despesas com variação cambial líquida, das despesas financeiras, além de gastos com juros e maior depreciação. As despesas com variação cambial cresceram de R$ 1,202 milhão no 4ºtri09 para R$ 28,777 milhões no 1ºtri10, ao passo que no 1ºtri09 havia sido positiva em R$ 5,989 milhões. As despesas financeiras subiram de R$ 61,772 milhões no 1ºtri09 para R$ 62,912 milhões no 4ºtri09 e então para R$ 86,162 milhões no 1ºtri10. A linha do Imposto de Renda e Contribuição Social diferido, que era positiva em R$ 33,997 milhões no primeiro trimestre de 2009 e em R$ 182,570 milhões no quarto trimestre de 2009, ficou negativa em R$ 19,767 milhões no 1ºtri10. Segundo o balanço da companhia, a despesa com Imposto de Renda e Contribuição Social diferido na comparação entre os primeiros trimestres, em conformidade com o IFRS, passou a ser reconhecida por competência através da aplicação de alíquota média efetiva anual estimada sobre o lucro antes dos impostos do período (seguindo a regra CPC21). As despesas com depreciação e amortização somaram R$ 215,995 milhões no 1ºtri10, o que representa um acréscimo de 21,5% na comparação com o 4ºtri09 e de 55% ante o 1ºtri09. Segundo a companhia, as despesas com depreciação isoladamente aumentaram 24% no primeiro trimestre de 2010 em relação ao mesmo período de 2009 devido, sobretudo, ao maior número de instalações de residência e de caixa digital. A Provisão para Devedores Duvidosos (PDD) no primeiro trimestre deste ano foi de R$ 14,9 milhões, o que representou uma queda de 12% em comparação ao mesmo período de 2009. Como porcentual da receita bruta representou 0,9% no primeiro trimestre deste ano, enquanto no primeiro trimestre de 2009 havia ficado em 1,2%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.