Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Net: dólar afeta 4ºTri08; variação cambial é negativa em R$ 155,6 mi

A valorização do dólar sobre o real levou a Net Serviços a registrar uma variação cambial líquida negativa em R$ 155,628 milhões no quarto trimestre de 2008, revertendo a cifra positiva de R$ 10,748 milhões nesta rubrica em igual intervalo de 2007. Esse foi o principal impacto negativo no resultado financeiro da empresa no trimestre.

Agência Estado |

No calendário anual, esta linha passou de R$ 56,2 milhões positivos em 2007 para ficar no vermelho em R$ 242,3 milhões. Como explicou a Net no balanço divulgado há pouco, a desvalorização do real frente ao dólar afetou a dívida da empresa denominada em dólar. Um total de 47,2% da dívida bruta de R$ 1,759 bilhão da Net ao fim de 2008 era denominado em moeda estrangeira.

No trimestre, a perda com câmbio está ligada a empréstimo contratado no Banco Inbursa, com bônus perpétuo e com a variação cambial de compras de equipamentos de fornecedores estrangeiros.

As despesas financeiras no trimestre subiram 39%, passando de R$ 45,5 milhões no trimestre final de 2007 para R$ 63,1 milhões 12 meses depois. A empresa se viu diante de um aumento das despesas com juros, principalmente em virtude da atualização pela taxa do dólar sobre o empréstimo no Banco Inbursa a partir do segundo trimestre de 2008. No acumulado do ano, porém, a despesa financeira apresentou uma redução de 27%, para R$ 183,4 milhões em 2008.

As receitas financeiras, por outro lado, subiram 110% no trimestre, para R$ 38,8 milhões. No ano, passaram de R$ 80,3 milhões em 2007 para R$ 112,5 milhões em 2008. Na soma de todos esses fatores, o resultado financeiro da Net ficou negativo em R$ 182,9 milhões, ante um resultado também negativo de R$ 17,1 milhões no encerramento e 2007. No ano, esta linha passou de R$ 114,8 milhões em 2007 para R$ 318,5 milhões em 2008.

Em sua demonstração financeira, a Net diz que "continua com sua política de hedge cambial para proteger seu fluxo de caixa no que se refere aos desembolsos de suas obrigações financeiras e compra de equipamentos importados". A empresa destaca, também, que não realizou nenhuma operação de risco no mercado cambial.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG