Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Net amplia oferta de banda larga para até 60 Mbps em São Paulo

SÃO PAULO - A operadora de TV por assinatura Net Serviços vai estender a São Paulo a oferta de pacotes de banda larga com velocidade de 20 megabits por segundo (Mbps) e, em determinadas áreas da cidade, a 60 Mbps. Com isso, acirra a competição com a Telefônica, que está vendendo acessos de internet com transmissão em 30 Mbps em alguns bairros da capital paulista.

Valor Online |

No mês passado, a Net já lançou a oferta de banda larga de 60 Mbps no Leblon, no Rio de Janeiro.

O produto de 20 Mbps será oferecido em caráter experimental, inicialmente, para os assinantes do pacote Net Combo HD Max. Nesse plano, que custa a partir de R$ 399 mensais, a banda larga atualmente é de até 12 Mpbs. Com a oferta, a velocidade será elevada sem custo, por seis meses, para 20 Mbps ou 60 Mbps, dependendo da capacidade da rede na região, afirmou o vice-presidente de marketing e vendas da operadora, Eduardo Aspesi.

Por enquanto, o pacote de 60 Mbps estará disponível nos bairros Jardins, Morumbi, Pinheiros e Itaim, mas será estendido de forma gradual às outras regiões, na medida em que houver demanda.

O presidente da Net, José Felix, disse que a empresa está investindo " muitos milhões de dólares no projeto " , mas não revelou o valor.

Para oferecer acesso à internet com velocidades mais elevadas, a operadora precisou fazer adaptações em sua rede nas áreas em que o produto estará disponível. O cliente precisará de um modem de acesso à internet específico, com maior capacidade que os modelos atuais.

A estratégia da Net reforça a competição com a Telefônica, que no fim do ano passado lançou a oferta comercial de internet com até 30 Mbps - expansível a 100 Mbps - por meio de uma rede de fibra óptica. O produto, entretanto, está restrito a alguns dos bairros de maior poder aquisitivo da capital paulista. A ampliação deverá ser gradual, uma vez que requer investimentos elevados na construção da infra-estrutura de fibra óptica, pois a rede convencional de telefonia não suporta velocidades de transmissão elevadas.

No caso da Net, a rede de cabo pode ser aproveitada, mas são necessários investimentos para aumentar sua capacidade.

(Talita Moreira | Valor Econômico para Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG