Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Negociações sobre fornecimento de gás russo para a Ucrânia fracassam

Moscou, 10 jan (EFE).- Fracassaram as negociações sobre o fornecimento de gás russo para a Ucrânia, suspenso desde o dia primeiro de janeiro, informou hoje o presidente da Naftogaz, Oleg Dubina.

EFE |

"As negociações que durante três dias mantivemos com a Gazprom infelizmente terminaram sem resultado algum. A Ucrânia lhe propõem comprar US$ 450 o metro cúbico do gás, preço que praticamente não existe na Europa", disse Dubina em sua chegada desde Moscou no aeroporto de Kiev.

O presidente da Naftogaz acrescentou que, na sua opinião, "as negociações deverão continuar em outro nível", em alusão aos chefes de Governo ou Estado.

Enquanto isto, também chegou a Kiev de Moscou o primeiro-ministro tcheco, Mirek Topolanek, que exerce a Presidência rotativa da União Européia (UE) e realiza negociações para desbloquear o tráfego em direção à Europa do gás russo pelo território da Ucrânia.

No aeroporto foi recebido por sua colega ucraniana, Yulia Timoshenko, e a comitiva se dirigiu à sede do Conselho de Ministros.

Topolanek se reuniu em Moscou com o primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, e como resultado das negociações foi assinado o protocolo que agora espera ser marcado pela Ucrânia.

Espera-se que hoje mesmo Timoshenko assine o protocolo sobre a comissão de controle do trânsito de gás russo pela Ucrânia, que Moscou exige como condição para retomar a fornecimento para a Europa. EFE bk/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG