Tamanho do texto

SÃO PAULO - Apesar dos esforços do diretor-geral da OMC, Pascal Lamy, as negociações da Rodada Doha terminaram sem acordo. As conversas já tinham entrado em colapso quando Índia e China abandonaram a sala de negociação após impasse com os representantes americanos. Uma última reunião do Comitê de Negociações Comerciais (TNC, em inglês) fracassou em reativar as conversas.

O ponto de atrito foi o mecanismo defendido especialmente pelos indianos e chineses que permitiria a países emergentes elevar as tarifas de importação de produtos agrícolas no caso de uma alta extraordinária dessas importações.

É inacreditável que tenhamos falhado nesse assunto, disse o ministro brasileiro, Celso Amorim. Segundo ele, muitos outros pontos, igualmente polêmicos, tinham sido superados.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.