Tamanho do texto

Uma barca que transportava entre 100 e 150 pessoas e 75 veículos naufragou na noite deste domingo no noroeste da Turquia, deixando pelo menos um morto, 28 feridos e 30 desaparecidos, informou a agência Anatolia citando autoridades locais.

A embarcação, de 118 metros de comprimento, foi a pique meia hora depois de zarpar com destino a Istambul do porto turco de Bandirma, na parte sul do mar de Mármara, às 23H30 horário local (20H30 GMT).

Segundo Bulent Gun, chefe das operações de salvamento, 80 pessoas foram resgatadas, incluindo os 27 tripulantes.

Uma pessoa morreu no hospital e 28 ficaram feridas, segundo o governador da província de Balikesir, onde se encontra o porto de Bandirma, citado pela rede de televisão NTV.

O governador declarou que "67 pessoas foram resgatadas (...). Estimamos que faltam aparecer pelo menos 30 pessoas, mas não temos certeza porque o número exato de passageiros da embarcação ainda não foi esclarecido".

"As operações de resgate continuam, mas a escuridão está sendo um obstáculo", acrescentou.

Equipes da defesa civil e pescadores locais, com o apoio de dois helicópteros equipados com focos de luz, foram mobilizados nos trabalhos de resgate dos passageiros, que pularam do barco quando este começou a afundar, a cerca de 300 metros da costa, de acordo com a mídia local.

Segundo o vice-governador de Bandirma, Salih Keser, citado pela agência Anatolia, o capitão da barca foi resgatado e informou que havia 150 pessoas a bordo, além de 73 caminhões e dois carros.

O capitão apontou como possível causa do acidente o mal posicionamento da carga que a embarcação levava.

Os motoristas de alguns dos caminhões transportados dormiam na hora do acidente.

Ozkan Poyraz, chefe da agência marítima turca, disse que 101 pessoas estavam a bordo no momento do acidente.

As equipes de resgate continuavam trabalhando no mar, e da costa é possível ver várias pessoas com coletes salva-vidas flutuando na água, segundo imagens da rede de televisão local Haberturk.

su/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.