RIO DE JANEIRO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira, durante uma cerimônia na Academia Brasileira de Letras no Rio de Janeiro, que o governo brasileiro está consciente do que vem acontecendo no mundo em decorrência da crise financeira americana. Lula afirmou que o Congresso nos Estados Unidos tem que assumir a responsabilidade pela burocarcia que eles montaram na economia americana.

"Não é justo que países latino-americanos, africanos e asiáticos paguem pela irresponsabilidade de setores do sistema financeiro americano". O presidente disse ainda que tem se reunido com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e com o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e ele estão tranquilos. Segundo Lula, o Brasil não vai jogar fora, mesmo com a crise americana, tudo o que foi construído com sacrifício.

"Nós sabemos que a crise é grave e que vai diminuir o crédito no mundo, mas estamos seguros que as nossas exportações de máquinas e equipamentos continuam indo bem". Lula afirmou ainda que os EUA precisam encontrar uma maneria de tapar o rombo no sistema financeiro do país para deixar o mundo tranquilo. Segundo ele, o congresso e o governo americano não podem permitir que a disputa eleitoral que acontecerá em novembro prejudique a discussão do plano econômico.

"A responsabilidade que os EUA tem diante do mundo vai obrigá-los a tomar uma decisão definitiva. Ali não existe o meio termo, ou eles assumem a responsabilidade de cobrir o rombo que eles permitiram que fosse criado, ou eles vão gerar uma crise muito séria no mundo inteiro", disse o presidente.

Mais notícias

Para saber mais

Serviço 

Opinião

Leia mais sobre dólar  - Bovespa

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.