O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ontem, em São Paulo, que o governo vai tratar o orçamento com responsabilidade. Após visitar, no Hospital Sírio Libanês, o vice-presidente José Alencar (submetido a uma cirurgia), Lula declarou: Vamos gastar apenas aquilo que podemos gastar, o que preservamos são os investimentos públicos.

Vamos fazer investimentos, estão mantidas todas as obras importantes. Obviamente, vamos tentar cortar aquilo que puder cortar em custeio, não em investimento."

Lula falou sobre redução dos juros e a conversa que teve com o presidente dos EUA por telefone. "Tenho convicção que estamos vivendo um momento excepcional no mundo. Ainda ontem conversei com o presidente Obama. A situação dos EUA é delicadíssima. O Brasil, graças a Deus, está bem melhor do que a maioria dos países desenvolvidos. Para resolver o problema da crise temos um mercado interno potencial e temos um problema de crédito. Eu, que tenho chamado a atenção, apesar do crédito já ter ultrapassado o que era no final do ano, acho que é preciso que as taxas de juros sejam adequadas ao momento histórico que vive o Brasil."

Lula disse ainda que é preciso "ajustar a questão do crédito nos bancos públicos e nos privados para que voltem à normalidade aceitável pela sociedade. Porque é o crédito que vai fazer as pessoas voltarem a comprar. Precisamos produzir, o comércio precisa vender, o povo precisa comprar porque só assim a roda da economia vai girar e vamos ter mais empregos".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.