Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Na Argentina, resgate de bônus terá deságio de até 66,3%

A presidente Cristina Kirchner e o ministro Amado Boudou (foto) anunciaram ontem a oferta para a troca dos títulos da dívida pública que haviam ficado fora da reestruturação, realizada em 2005, dos bônus sob calote desde dezembro de 2001. A operação, liderada pelos bancos Barclays, Citibank e Deutsch Bank, envolverá títulos com valor nominal de US$ 20 bilhões.

AE |

A presidente Cristina Kirchner e o ministro Amado Boudou (foto) anunciaram ontem a oferta para a troca dos títulos da dívida pública que haviam ficado fora da reestruturação, realizada em 2005, dos bônus sob calote desde dezembro de 2001. A operação, liderada pelos bancos Barclays, Citibank e Deutsch Bank, envolverá títulos com valor nominal de US$ 20 bilhões. Os títulos reestruturados terão redução de seu valor nominal de no máximo 66,3%. No entanto, a redução "real" é de 55% para os grandes credores e de 57% para os pequenos.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG