Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mudança em Itaipu depende de vontade política, diz Lugo

SÃO PAULO - Uma mudança nas regras do Tratado de Itaipu, que formaliza a partilha da energia gerada na usina hidrelétrica controlada em partes iguais por Brasil e Paraguai, irá depender da vontade política dos governos dos dois países. A afirmação foi feita hoje pelo presidente paraguaio, Fernando Lugo, durante evento em São Paulo.

Valor Online |

"Quem disse que não se pode mudar um tratado? Creio que tudo se pode mudar quando há vontade das duas partes", afirmou Lugo, que desde a campanha presidencial defende uma alteração no acordo, especialmente no que tange ao valor que o Brasil, maior consumidor, paga pela energia gerada em Itaipu e não utilizada pelo Paraguai.

De acordo com Lugo, integrantes de seu governo já iniciaram conversas sobre o tema com o assessor especial de Relações Internacionais do Brasil, Marco Aurélio Garcia. "Já iniciamos um diálogo e apresentamos seis itens para discussão e creio que o concreto é a vontade do presidente Lula de abrir o debate", disse Lugo, sem revelar os itens mencionados.

Questionado sobre sua expectativa para um acordo, o presidente paraguaio disse não poder pressupor até onde cada país estará disposto a ceder, porém afirmou que o objetivo é encontrar "novas formas para que toda energia gerada em Itaipu seja mais eqüitativa e mais justa para os dois países".

Lugo se reuniu com membros da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), com quem tratou de oportunidades de investimentos nos dois países. Amanhã é a vez do presidente do Peru, Alan García, visitar a entidade.

"(Murillo Camarotto | Valor Online) "

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG