Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

MT ajusta campanha de vacinação contra febre aftosa

Brasília, 12 - A Federação da Agricultura e Pecuária e Pecuária do Mato Grosso (Famato) informou hoje que a partir de agora Mato Grosso terá apenas duas etapas de vacinação contra a febre aftosa. A imunização deverá ser feitas nos meses de maio, para animais de 0 a 24 meses, e em novembro, para animais de mamando a caducando.

Agência Estado |

As informações constam em nota distribuída pela assessoria de imprensa da federação.

Apenas 80 mil das 26 milhões de cabeças de bovinos no Estado, presentes ao longo da área de fronteira com a Bolívia, serão vacinadas em fevereiro. A redução das etapas era um pedido antigo do setor produtivo, que só foi atendido após o parecer favorável do Ministério da Agricultura, com base em estudos de campo e científicos, além dos excepcionais índices de vacinação no Estado.

A região de vigilância na fronteira com a Bolívia tem aproximadamente 15 quilômetros de largura, respeitando as áreas das propriedades localizadas em municípios como Cáceres (225 quilômetros a oeste de Cuiabá), Porto Esperidião (a 326 quilômetros) e Vila Bela da Santíssima Trindade (521 quilômetros).

"A eliminação da etapa de fevereiro significa que Mato Grosso caminha firme em sua meta que é de conquistar o status de Estado livre da aftosa sem vacinação" disse o diretor tesoureiro da Famato, Eduardo Alves Ferreira Neto. Ele alerta, porém, que a vacinação nas 664 propriedades situadas na região de fronteira continua sendo obrigatória e fundamental para garantir a sanidade do rebanho mato-grossense.

Esta região de fronteira, tanto do lado boliviano como em Mato Grosso, é considerada livre de febre aftosa com vacinação, ainda assim, as autoridades sanitárias entendem que a manutenção desta etapa da campanha (fevereiro) se faz necessária para salvaguardar o rebanho e sua sanidade.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG