Serão assinados três contratos entre empresas brasileiras e chinesas na presença dos presidentes da China, Hu Jintao, e do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, na sexta-feira em Brasília, de acordo com informações do Ministério das Relações Exteriores do Brasil (MRE) à Agência Estado. Dois dos contratos são no setor de telecomunicações.

Serão assinados três contratos entre empresas brasileiras e chinesas na presença dos presidentes da China, Hu Jintao, e do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, na sexta-feira em Brasília, de acordo com informações do Ministério das Relações Exteriores do Brasil (MRE) à Agência Estado. Dois dos contratos são no setor de telecomunicações. A Oi fará um contrato com a fornecedora de equipamentos Huawei, com financiamento do banco de desenvolvimento da China. A Vivo comprará aparelhos de telefonia móvel da ZTE. Tanto Huawei quanto ZTE são indústrias de matriz chinesas com unidades no Brasil. O outro negócio é da empresa siderúrgica chinesa Wuhan Iron & Steel (Wisco) com o grupo EBX, do empresário Eike Batista. Existe um memorando de entendimento para que a Wisco construa uma usina siderúrgica no complexo do Açu. Entre 30 de novembro do ano passado e 26 de fevereiro deste ano, a Wisco comprou 21,52% do capital social da MMX. As duas empresas também firmaram um contrato de compra e venda de minério de ferro pelo qual a chinesa comprará o produto da MMX por 20 anos a partir de 1º de abril deste ano.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.