Tamanho do texto

SÃO PAULO - O Ministério Público Federal (MPF) confirmou em nota que os US$ 46 milhões bloqueados pelo Home Office britânico, órgão equivalente ao Ministério da Justiça, estavam em fundos do grupo Opportunity no Reino Unido. O pedido de apreensão foi feito pelo procurador da República Rodrigo de Grandis, amparado um acordo internacional sobre crime organizado.

Segundo o MPF, estão na mira das investigações da Operação Satiagraha sobre lavagem de dinheiro, evasão e divisas e gestão fraudulenta os fundos Opportunity Fund e Opportunity Unique Fund. "Tais fundos não poderiam obter aportes de pessoas físicas e jurídicas brasileiras, mas as investigações apontam justamente na direção contrária", diz nota do MPF.

Ainda de acordo com a nota, o pedido brasileiro de bloqueio dos recursos foi antecedido por duas comunicações do órgão de inteligência financeira do Reino Unido (equivalente ao COAF no Brasil), realizadas em julho deste ano, em referência a duas operações suspeitas envolvendo contas do Opportunity no exterior.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.