Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

MP 443 facilitará venda da Nossa Caixa ao Banco do Brasil, diz Serra

BRASÍLIA - A Medida Provisória 443 (MP 443), que permite ao governo federal assumir o controle de bancos em dificuldades, facilitará a venda da Nossa Caixa, banco estatal do governo paulista, ao Banco do Brasil (BB), disse ontem o governador de São Paulo, José Serra (PSDB). Ele negou ter conversado sobre o assunto em encontro no início da noite com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, mas afirmou que as negociações continuam.

Valor Online |

Na reunião, Serra e Mantega conversaram sobre medidas de ajuda ao setor automobilístico promovidas em conjunto pelo Banco do Brasil (BB) e pela Nossa Caixa. O governador paulista, no entanto, negou que as ações coordenadas entre os dois bancos representem o início da incorporação do banco paulista pelo BB. "Esse alinhamento aconteceria de qualquer maneira", alegou.

Serra lembrou que as negociações para a venda da Nossa Caixa ao BB se estendem desde abril, mas admitiu que a medida provisória abre a possibilidade para que a transação seja concluída mais rapidamente, ao facilitar a transferência de ações do banco paulista para o governo federal.

"Uma das formas [de negociação] abertas pela medida provisória é a transferência de ações. Isso não seria propriamente uma venda, mas abre uma possibilidade mais rápida a respeito da venda", afirmou Serra.

Em relação à fusão entre o Unibanco e o Itaú, o governador afirmou não acreditar que a criação do maior banco da América Latina vá interferir diretamente no valor da venda. "Os preços [dos ativos da Nossa Caixa] foram definidos por consultores dos dois lados, mas ainda não se chegou a nenhuma conclusão", declarou.

Ele afirmou não poder informar qual seria o preço ideal da Nossa Caixa. "Não poderia especular, até porque isso contraria as normas da CVM [Comissão de Valores Mobiliários]", desconversou.

(Agência Brasil)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG