A Motorola saiu de lucro para prejuízo de US$ 397 milhões (US$ 0,18 por ação) no terceiro trimestre deste ano, afetado por despesas de US$ 0,23 por ação com esforços de reestruturação. No terceiro trimestre de 2007, a Motorola havia tido lucro líquido de US$ 60 milhões (US$ 0,03 por ação).

As vendas líquidas no período caíram 15%, para US$ 7,48 bilhões.

A empresa também adiou uma planejada separação de suas atividades e afirmou que seus resultados no restante do ano virão abaixo das expectativas. Apesar disso, as ações da companhia subiam 6,96%, para US$ 5,84 no pré-mercado, na Bolsa de Nova York.

A margem bruta da empresa no terceiro trimestre caiu para 24,1%, de 28,4%, com a contínua diminuição dos embarques. A Motorola embarcou 25,4 milhões de aparelhos telefônicos no período, 32% menos que em igual período do ano passado.

A companhia reduziu sua projeção de ganhos com operações continuadas em todo o ano de 2008 para entre US$ 0,05 e US$ 0,07 por ação, um centavo de dólar abaixo da estimativa feita em julho. A empresa agora prevê ganhos entre US$ 0,02 e US$ 0,04 por ação no quarto trimestre, menor que a projeção de US$ 0,07 por ação feita pelos analistas ouvidos pela Thomson Reuters.

Sanjay Jha, que assumiu o cargo de executivo-chefe da divisão de aparelhos celulares em agosto, afirmou que a intenção de separar a companhia em duas permanece intacta, mas já não há expectativa de que isso aconteça no terceiro trimestre de 2009, como planejado, "em razão do ambiente macroeconômico, da turbulência nos mercados financeiros e das mudanças nos serviços de telefonia móvel". A Motorola vai se dividir em duas companhias e depois vai separar uma delas para criar três unidades de negócios: equipamentos para vídeo digital, vídeos com base na internet e modems, e redes de celular e acesso a banda larga.

A empresa enfrenta muitos desafios, como a falta de lançamento de um novo produto, enquanto concorrentes fazem inovações em seus smartphones - caso do iPhone da Appel e do Instinct da Sprint Nextel. Com isso, a Motorola vem perdendo uma grande parte de sua participação de mercado. No terceiro trimestre, a empresa lançou seu primeiro telefone com tecnologia touch-screen. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.