Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Moscou ameaça cortar importação dos EUA

SÃO PAULO - A Rússia poderá reduzir suas cotas de importação de carne de aves e de carne suína em centenas de milhares de toneladas, disse o ministro da Agricultura russo. A decisão poderá afetar duramente os produtores americanos e foi anunciada em meio a uma intensificação das tensões entre Moscou e Washington, por conta da guerra na Geórgia. É hora de mudar o regime de cotas e reduzir as importações, que infelizmente se avolumaram muito em anos recentes , disse Alexei Gordeyev.

Valor Online |

Para ele, os produtores domésticos poderão compensar a eventual redução nas importações.

Cortes substanciais nas importações provavelmente produzirão um impacto significativo sobre os produtores americanos de aves, para os quais a Rússia é o maior mercado. Os russos por vezes referem-se às importações de carne de aves dos EUA como as coxas de Bush , numa referência aos frangos congelados exportados para a Rússia em meio às dificuldades econômicas após o colapso soviético em 1991, quando o pai do atual presidente ocupava a Casa Branca.

Nesta semana, o primeiro-ministros Vladimir Putin apoiou propostas no sentido de congelar parte dos acordos - especialmente na agricultura -, relacionadas com seus esforços para aderir à Organização Mundial de Comércio. Autoridades dizem que Moscou aceitou certas condições impostas por países-membros, em troca de sua ajuda para acelerar sua admissão.

Acordos firmados mais de três anos atrás, como parte das negociações de adesão à OMC, já não atendem aos interesses russos , disse Gordeyev. Para dizê-lo com delicadeza, fomos enganados .

No mês passado, lobistas russos e americanos acordaram, em princípio, com uma redução nas exportações de carne de aves para a Rússia a partir de 2009. Os produtores americanos suprem quase 75% da quota total de importação de carne de aves fixada pela Rússia, de 1,2 milhão de toneladas.

Os cortes nas importações russas poderão afetar significativamente a Tyson Foods, maior companhia no setor de carne em todo o mundo. A Rússia representava 17% do equivalente a US$ 1,4 bilhão de vendas de carne de frango em nível internacional, no ano passado, pela companhia de Springdale, Arkansas. A Rússia é a segunda maior importadora internacional, depois do México, de carne de aves exportada pela Tyson.

No total, as importações de carne de aves respondem por quase 40% do consumo total russo, e outros cerca de 30% correspondem a carne suína.

(Valor Econômico, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG