Tamanho do texto

Mark Felt, o informante secreto conhecido como Garganta profunda e que permitiu a dois jornalistas americanos trazer à tona o escândalo Watergate, que levou à queda do presidente Richard Nixon em 1974, morreu aos 95 anos, anunciou nesta sexta-feira o jornal Washington Post.

"A fonte anônima mais famosa da história americana morreu na quinta-feira enquanto dormia em uma residência geriátrica da Califórnia", informou Bob Woodward, um dos jornalistas que divulgou Watergate.

Felt forneceu informações ultraconfidenciais a Woodward e seus colega Carl Bernstein no momento em que era diretor adjunto do FBI, agência federal de investigações.

Quando revelou sua identidade à revista Vanity Fair, em 2005, Felt afirmou que jamais de considerou um herói e que só queria "ajudar". Ele guardou segredo sobre seu papel durante 33 anos. Nem sua família sabia de nada.

As informações que Felt revelou permitiram aos dois jornalistas do Post publicar notícias bombásticas sobre o envolvimento do governo Nixon no roubo, em junho de 1972 - em plena campanha presidencial - da sede do Partido Democrata no prédio Watergate, em Washington.

ao/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.