Nova York, 15 set (EFE) - O Morgan Stanley, o segundo maior banco de investimento dos Estados Unidos, anunciou hoje, após suas ações perderem mais de 10% de seu valor em Wall Street, que nos nove primeiros meses de seu ano fiscal lucrou US$ 4,002 bilhões, o que representa uma queda de 41% frente ao mesmo período do ano anterior.

A entidade antecipou em um dia a apresentação de seus resultados e optou por divulgá-los após o fim do pregão regular das bolsas de Nova York, quando perdeu 10,8% de seu valor, para acabar a US$ 28,7 por ação.

Segundo os dados, que ainda não foram auditados, seu faturamento nos nove primeiros meses chegaram a US$ 22,881 bilhões, o que supõe uma queda de 20% frente a um ano antes.

No terceiro trimestre de seu exercício fiscal (junho, julho e agosto), a firma lucrou US$ 1,425 bilhão (US$ 1,32 por ação), 8% menos que nos mesmos três meses de 2007, e faturou US$ 8,049 bilhões, 1% a mais.

Os lucros reportados equivalem a US$ 3,72 por ação.

Estes dados surpreenderam os analistas, que previam que as contas da entidade americana seriam muito mais afetadas por uma crise financeira atualmente está causando estragos entre seus principais concorrentes.

Com estes resultados, a firma quis demonstrar ao mercado que suporta bem uma crise que já mudou o panorama financeiro americano.

Os resultados do Morgan Stanley foram anunciados no mesmo dia em que seu concorrente Goldman Sachs comunicou que nos nove primeiros meses de seu ano fiscal lucrou US$ 4,443 bilhões, 47% menos que no mesmo período de 2007.

Além disso, o lucro da entidade no terceiro trimestre foi 70% inferior ao de um ano antes, para US$ 845 milhões. EFE vm/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.