Tamanho do texto

Londres, 16 - O presidente do conselho de administração do Itaú Unibanco, Pedro Moreira Salles, afirmou que a criação do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para o capital externo não segurou a apreciação cambial porque há uma tendência de grandes fluxos. O IOF foi uma tentativa e é difícil dizer onde estaríamos sem ele, mas do ponto de vista nominal o câmbio voltou para onde estávamos, disse em entrevista à Agência Estado em Londres.

Para ele, a pressão cambial é um problema, mas as soluções não são fáceis. As iniciativas poderiam passar, acredita, pelo aumento da poupança no País, pelo crescimento das importações e por medidas para facilitar as restrições cambiais que ainda existem no Brasil.

Conforme Moreira Salles, o IOF não conseguirá mudar a tendência do câmbio, até porque a taxa é relativamente baixa. Ele também lembrou que a desvalorização do dólar é um problema registrado no mundo todo. (Daniela Milanese)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.