Tamanho do texto

A agência de classificação de risco Moody's rebaixou em uma nota o rating da Espanha, para Aa1, citando as perspectivas de crescimento fraco do país e o desafio que isto representa para a consolidação fiscal

selo

A agência de classificação de risco Moody's rebaixou em uma nota o rating da Espanha, para Aa1, citando as perspectivas de crescimento fraco do país e o desafio que isto representa para a consolidação fiscal. A Moody's disse que espera que a economia espanhola cresça apenas em cerca de 1% ao ano, em média, ao longo dos próximos anos, enquanto as taxas de crescimento no resto da Europa provavelmente serão mais elevadas.

"O que diferencia a Espanha (do resto da Europa) é que a crise expôs setores específicos - construção, venda de imóveis. Achamos que o reequilíbrio da economia está em andamento, mas levará alguns anos para retomar um crescimento mais dinâmico", disse Kathrin Muehlbronner, analista da Moody's para a Espanha.

A decisão não surpreendeu. Última grande agência de classificação de risco a atribuir a nota máxima Aaa para a Espanha, a Moody´s havia alertado em junho para um possível rebaixamento de uma ou duas notas. Sua ação se segue ao corte de uma nota pela Fitch, para AA+ em maio. Antes disso, a Standard & Poor's havia cortado o país para AA, em abril. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.