Tamanho do texto

SÃO PAULO - As vendas de veículos nos EUA - o maior mercado automotivo do mundo - sofreram uma forte queda em outubro com a desaceleração da economia. Um balanço do volume comercializado de algumas das mais importantes montadoras do país revela uma acentuada baixa na comparação com o mesmo período do ano passado.

Uma das principais vítimas foi a Ford, cujas vendas sofreram um duro golpe ao cair 30,2% nos EUA em comparação com décimo mês de 2007. No mês passado, 132,3 mil veículos foram negociados pela montadora em seu país sede, enquanto no mesmo período do ano passado a companhia havia comercializado 189,5 mil unidades. O cálculo não considera veículos pesados.

Na GM, o tombo foi maior. Com 168,7 mil carros e caminhonetes comercializados, a montadora ficou 45% abaixo do registrado em outubro de 2007, quando as vendas da GM bateram as 307,4 mil unidades no mercado americano.

A crise já chegou também para as montadoras asiáticas presentes nos EUA. As vendas da Toyota passaram de 197,6 mil unidades em outubro de 2007 para 152,1 mil no mês passado, o que significa uma redução de 26%. Na Honda, a queda foi de 25%, totalizando 85,8 mil veículos vendidos. Na Nissan, os negócios somaram 57 mil carros, declinando em 33% sobre outubro do ano passado.

Leia mais sobre montadoras