Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Montadoras investem R$ 4,4 bi em caminhões

A indústria brasileira de caminhões e ônibus tem previstos novos investimentos de R$ 4,4 bilhões para aumento de capacidade produtiva, modernização de sistemas e novos produtos. Com o aporte, o setor ampliará sua capacidade produtiva em quase 80%, atingindo números superiores a 300 mil veículos por ano.

Agência Estado |

Esse volume colocará o País entre os maiores fabricantes mundiais, atrás de países como China e Índia. Hoje, o Brasil é o sexto do ranking em caminhões e o terceiro em ônibus.

O mais recente plano de investimento foi anunciado ontem pela Mercedes-Benz, que vai aplicar R$ 1,5 bilhão no ABC paulista nos próximos três anos. É o maior programa trienal já anunciado pela montadora, que ampliará a capacidade produtiva da fábrica de São Bernardo do Campo em 25% (para algo perto de 75 mil unidades ao ano) a partir de 2009.

A Volkswagen planeja investimentos de R$ 2 bilhões nos próximos dez anos para a fábrica de Resende (RJ), que ampliará sua capacidade de 47 mil para 150 mil caminhões e ônibus por ano. A Iveco, do grupo Fiat, aprovou verba de R$ 570 milhões entre 2008 e 2010 para a fábrica de Sete Lagoas (MG), enquanto a Ford gastará R$ 336 milhões até 2011 na filial de São Bernardo.

A Volvo encerra este ano um programa de US$ 110 milhões gastos a partir de 2006 e apresentará novo plano nos próximos meses. Hoje, a montadora anunciará a criação de um segundo turno de trabalho na linha de caminhões da fábrica em Curitiba (PR), de acordo com fontes do mercado. A Scania não informou números. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia mais sobre caminhões

Leia tudo sobre: veículos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG