Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mittal compra London Mining Brasil

A Arcelor Mittal, maior grupo siderúrgico do mundo, venceu uma acirrada disputa internacional e anunciou ontem a compra da mina de ferro da London Mining Brasil, localizada em Itatiaiuçu, na Serra Azul, região do Quadrilátero Ferrífero, em Minas Gerais. Além de pagar US$ 809,9 milhões pela mina, a Arcelor Mittal ainda comprou 80% de um porto em Sepetiba, no Rio de Janeiro, por US$ 40,5 milhões, que será usado para exportar minério.

Agência Estado |

As aquisições fazem parte da estratégia do grupo em aumentar sua auto-suficiência e se proteger da alta do preços das matérias-primas. Com usinas siderúrgicas espalhadas por todo o mundo, a Arcelor Mittal já era forte produtora de minério no Canadá, Estados Unidos, Ucrânia, Casaquistão e África do Sul. Entre os grandes produtores de minério, faltava investir no Brasil. Esse quadro começou a mudar recentemente.

Na semana passada, a Arcelor Mittal anunciou a compra de 49% da Mineração Pirâmide Participações (MPP), de Corumbá (MS). A MPP produz hoje cerca de 500 mil toneladas ao ano de minério de ferro, mas tem um enorme potencial de expansão, mas que ainda não foi medida. Além disso, o grupo é dono no Brasil da mina de Andrade, em Minas Gerais, que hoje produz 1,4 milhão de toneladas por ano, mas será ampliada para produzir 5,5 milhões de toneladas por ano.

Com todos esses investimentos, a Arcelor Mittal pretende não só garantir parte do abastecimento da usina Arcelor Mittal Belgo, que produz aços longos usados na construção civil, como também exportar parte do minério para suas usinas em outros países. "A aquisição do porto foi fantástica", diz Rony Stefano, diretor de fusões e aquisições da América do Sul da Arcelor Mittal. "Vamos expandir o porto e em dois anos poderemos exportar 10 milhões de toneladas de minério de ferro por ano."

DISPUTA

A siderúrgica ganhou a briga com outros grandes grupos nacionais e estrangeiros - incluindo empresas indianas como a Tata e a Sesa Goa, e brasileiras como a CSN e a MMX. Estima-se que a jazida da London Mining seja de 402 milhões de toneladas de minério de ferro. Dependendo de futuras análises técnicas, a Arcelor Mittal planeja investir até US$ 700 milhões para elevar a produção para 10 milhões de toneladas por ano. Hoje, seu potencial é de 3,5 milhões de toneladas por ano.

O negócio superou o valor de mercado da London Mining, que, de acordo com o ex-presidente da empresa no Brasil, Luciano Ramos, era de US$ 530 milhões na segunda-feira. O ágio se explica pelo aquecimento do mercado de minério de ferro, mesmo com a crise internacional. Há alguns anos, uma mina como a da London Mining, com jazidas com teor de ferro abaixo de 50% sequer seria analisada por grandes grupos.

Ramos disse que a Arcelor Mittal solicitou a manutenção da equipe da London Mining na empresa. Ele deixa o cargo para assumir a presidência da London Mining Technical Services, empresa que será responsável pela implantação dos projetos na Arábia Saudita, Groenlândia e de outros novos empreendimentos globais.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG