La Paz, 5 set (EFE).- Duas missões, uma da Líbia e outra do Irã, visitarão em breve a Bolívia para estudar a cooperação e investimentos no desenvolvimento do setor petroleiro e em projetos de petroquímica, anunciou hoje o presidente Evo Morales.

Morales, que visitou Líbia e Irã entre o fim de semana e terça-feira passados, se reuniu com seus colegas Muammar Kadafi e Mahmoud Ahmadinejad com os quais também acertou "garantir" o fortalecimento das relações diplomáticas.

Morales declarou no Palácio do Governo de La Paz que ficou "muito impressionado" com a experiência desses países no setor petrolífero e com o trabalho que podem realizar essas missões com os membros de seu Governo, que desde 2006 aplica um processo de nacionalização do setor.

Destacou especialmente a experiência do Irã na petroquímica e que seu país espera poder aproveitar para dar à sua produção de gás um valor agregado.

"Há muitos compromissos adiantados e esperamos que o trabalho técnico possa garantir estes investimentos", disse o presidente, ao antecipar que também falou com Ahmadinejad de ajuda para os setores agrícola e industrial.

Concretamente, segundo Morales, o presidente do Irã também tem a preocupação de iniciar "rapidamente" seu apoio com a instalação de uma planta produtora de cimento na região andina do país.

A Bolívia possui as segundas maiores reservas de gás natural em volume da América do Sul, depois das da Venezuela, e seu Governo tenta iniciar a reestruturação da estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) para conduzir a nacionalização do setor.

EFE ja/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.