Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Missão da UE conclui fiscalização do gado em 6 Estados

São Paulo, 15 - A missão da União Europeia (UE) de fiscalização a frigoríficos e fazendas brasileiras encerrou suas atividades hoje no País com boas impressões das condições sanitárias dos estabelecimentos habilitados a exportar carne bovina in natura para o bloco. O grupo chegou no último dia 2 ao Brasil com o objetivo de avaliar o atendimento às recomendações da Missão do Escritório de Alimentação e Veterinária da União Europeia (FVO, na sigla em inglês), que esteve no ano passado no Brasil para avaliar os procedimentos implantados para atender aos requisitos sanitários da UE.

Agência Estado |

"As visitas aos estabelecimentos habilitados à exportação de carne bovina in natura para a União Europeia nos permitem concluir que o sistema dá garantias quanto ao registro, controle, identificação e inspeção dos animais e seus produtos. Confiamos no Sistema Brasileiro de Certificação Sanitária", afirmou o chefe da Missão do FVO, Joergen Alveen, segundo comunicado do Ministério da Agricultura. A missão da UE visitou nove propriedades em seis Estados: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul.

Quanto aos frigoríficos visitados, Alveen afirmou que os controles também estavam de acordo com os requisitos europeus. "Na verificação do certificado oficial constatamos, também, novas medidas implantadas pelos fiscais, em fevereiro, como a inclusão do código de autenticidade nos certificados sanitários nacionais. Isso garante a rastreabilidade de todo o processo produtivo", disse.

Nas duas últimas semanas, a missão da UE avaliou o sistema de rastreabilidade em vigor e debateu a proposta de alteração das normas operacionais do Sistema de Identificação e Certificação de Bovinos e Bubalinos (Sisbov), que esteve em consulta pública entre dezembro de 2009 e janeiro de 2010. Segundo o diretor de Programas da Área Animal da Secretaria de Defesa Agropecuária, Márcio Rezende, antes de qualquer mudança elas serão testadas em projeto piloto em propriedades representativas do rebanho nacional.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG