Porto Alegre, 13 - Uma missão técnica da China deve desembarcar no Brasil no dia 15 com o objetivo de avaliar prioritariamente o sistema de defesa sanitária animal e a produção de carne suína. O grupo deveria começar a agenda hoje no Rio Grande do Sul, mas o início foi transferido para os próximos dias.

O Ministério da Agricultura ainda não fechou a agenda de visitas, que inicialmente incluiria os Estados do Sul.

A missão estava originalmente prevista para setembro, quando o grupo visitaria, no Rio Grande do Sul, as indústrias de carne suína Doux Frangosul (Caxias do Sul), Cosuel (Encantado), Avipal/Perdigão (Lajeado) e Alibem (Santa Rosa). O diretor técnico da superintendência federal da Agricultura no Estado, José Severo, disse que o roteiro pode incluir um posto de fronteira e laboratório. A agenda começará por uma reunião em Brasília, quando o roteiro será finalizado.

Embora seja o maior produtor mundial de carne suína, a demanda em rápido crescimento tem levado a China a buscar fornecedores externos, explicou o diretor-executivo do Sindicato da Indústria de Produtos Suínos do Rio Grande do Sul, Rogério Kerber. A China produz 48 milhões de toneladas por ano de carne suína.

A indústria brasileira não tem expectativa de habilitação imediata à exportação das plantas visitadas, pois geralmente as missões resultam em relatórios que depois são submetidos à avaliação no país comprador. "O objetivo é conhecer as condições de produção de carne suína", comentou o dirigente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.