Tamanho do texto

Porto (Portugal), 2 mar (EFE).- Os ministros ibero-americanos de finanças - reunidos hoje no Porto - decidiram impulsionar medidas econômicas e políticas contra a crise financeira internacional, e pediram a manutenção do comércio e dos fluxos de capital.

Os ministros e responsáveis de bancos centrais dos 16 países presentes defenderam também uma maior "transparência do sistema financeiro", para que se recupere a confiança, e um reforço da regulação e supervisão dos mercados.

No encerramento da conferência, o secretário-geral ibero-americano, Enrique Iglesias, chamou a atenção sobre a complexidade e dramatismo de uma crise que "não está respondendo aos instrumentos aplicados até agora e que se aproxima perigosamente dos níveis da grande depressão de 1929".

Brasil, México e Argentina chamaram a atenção para a falta de financiamento para os países latino-americanos e as economias emergentes, diante da grande demanda de capitais gerada pela crise nos EUA e Europa, e solicitaram um papel mais ativo e com maiores recursos dos organismos creditícios internacionais. EFE ecs-arm/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.